quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Debate 1 - A Desigualdade Social


DEBATE - 1
As desigualdades sociais têm uma origem natural ou social?

Os fatos:
A desigualdade social reina desde sempre entre os homens: a desigualdade de riquezas, de poder e prestígio. Hoje, o acesso ao poder é cada vez mais determinado pela inteligência do indivíduo. As sociedades democráticas tratam de oferecer a cada um oportunidades iguais para ter sucesso na vida, em particular por meio dos estudos obrigatórios. E no entanto, as desigualdades persistem.

O problema filosófico: O sucesso social desigual dos indivíduos é explicável pelas diferenças genéticas ou sociais? É possível se provar que pelas diferenças de aptidão e de motivações que se constata na escola deve-se mais a fatores inatos e biológicos ou deve-se mais a fatores adquiridos, e de ambiente social e cultural?

Os argumentos presentes:

TESE A: OS DONS DE CADA UM SÃO INERENTES.
Levando-se em conta que as oportunidades são iguais para todos, aqueles que têm menos sucesso, simplesmente estão menos armados pela natureza. Logo, é inútil que se estimulem os menos dotados a mirar mais alto que suas aptidões e ambições, nem de bradar contra a injustiça posto que a natureza adaptou os indivíduos às diferentes tarefas da vida social.
1. O caráter – Desde o nascimento, cada ser humano possui o seu caráter e o seu temperamento.
2. Os gêmeos – Alguns afirmam que os gêmeos criados separados e mergulhados em meios diferentes têm um sucesso idêntico.
3. Os dons – Ser brilhante em matemática ou em criação artística é uma questão de dons.
4. Ambição – Por caráter, nem todo mundo quer subir socialmente pois muitos não se sentem feitos para comandar e para se angustiar.

TESE B: O MEIO AFETIVO, SOCIAL E CULTURAL É DETERMINANTE.
Estatisticamente está provado que os meios socioculturais se reproduzem porque eles transmitem para as novas gerações os seus recursos, suas ambições e seus limites. Quaisquer que sejam as predisposições genéticas individuais, o desenvolvimento pleno de suas possibilidades depende do meio social e da história de cada indivíduo.
1. A motivação do meio – Os dons são iguais no início, mas eles são inibidos ou favorecidos segundo o ambiente.
2. O estímulo do meio – Frequentemente as crianças possuem dons no domínio em que seus pais fizeram sucesso: o pai de Mozart era professor de música, o pai de Picasso era professor de desenho.
3. A imitação – As crianças seguem modelos dos pais por identificação e imitação e não por hereditariedade biológica.
4. A herança – O meio de origem transmite ou ignora as regras do jogo e os códigos, a começar pela linguagem e o gosto pela arte.
5. Nos dois sentidos – Um meio modesto pode querer insuflar grandes ambições nas suas crianças ou um modelo excessivamente exigente pode provocar uma reação de rejeição a seus valores.
6. As ambições e os meios – O meio de origem transmite ao mesmo tempo certas ambições e certos limites segundo o que é aí valorizado.

ATIVIDADE EM GRUPO:
1. O que o grupo concorda ou discorda da TESE A.
2. O que o grupo concorda ou discorda da TESE B.
3. Responder fazendo uma conclusão com relação à pergunta colocada no tópico: O problema filosófico. Justifiquem a resposta.

4 comentários: